Como o marketing hoteleiro e gastronômico abraçam o Pokémon Go

Posted By admin / Hotel, Tecnologia / hotel, marketing, Pokemon, Pokemon Go, restaurante / Nenhum Comentário

poke

Ao menos que tenha perdido o contato com o mundo nas últimas semanas, você sabe que o Pokémon Go assumiu o feed de notícias na internet e virou o assunto da moda. Ninguém perde a oportunidade de fazer brincadeira sobre o jogo de realidade virtual. Ele permite aos usuários viajarem entre o mundo real e o virtual através de seus smartphones. A brincadeira é tentar capturar os 150 personagens do jogo. E eles aparecem em uma variedade de lugares. Os dispositivos móveis dos usuários vibram quando eles estão perto de Pokémons. Daí os jogadores devem jogar uma Pokébola na criatura virtual para pegá-la.  

A indústria da hospitalidade se apropriou do assunto, integrando às suas estratégias de mídia social. Confira três exemplos bem-sucedidos desta estratégia de investir na cultura pop digital:

O Crowne Plaza Doha, no Qatar, usou o Pokémon Go para alavancar o brunch de sexta-feira do hotel. Para isso, oferecia 25% de desconto na refeição para quem mostrasse ter capturado um Pokémon. Conseguiu com isso 207 compartilhamentos e 220 comentários de seus produtos.pokemon

Hotel Bavaro Princess, em Punta Cana, na República Dominicana, resolveu fazer uma brincadeira criativa e que deu resultado: desenhou os Pokémons em papéis, espalhou pela área de lazer do hotel e gravou um vídeo dos hóspedes procurando! A brincadeira e a espontaneidade renderam ao post 4.300 visualizações.

la bavaro pokemnon

Já a delicatessen La Cigale, em Beirute, no Líbano, entrou na brincadeira ao fazer docinhos com os        personagens do jogo. Quem resiste?

la cigale pokemnon

Read More

Santos Dumont: o recordista olímpico das invenções

Posted By admin / Turismo Brasil / aviação, brasil, criação, cultura, história, invenção, olimpiada, rio 2016, Santos Dumont, turismo / Nenhum Comentário

Alberto_Santos-Dumont  Santos-Dumont flying

O voo cenográfico do 14 Bis (confira aqui) sobre o Maracanã, na última sexta-feira, na abertura da Olimpíada Rio 2016 decolou novamente a polêmica sobre quem inventou o avião: Santos Dumont ou os irmãos Wilbur e Orville Wright, dos Estados Unidos. Em que pese qualquer tentativa de aterrissar a importância do brasileiro, uma coisa é certa: se não inventou o avião, ele descobriu a forma de fazê-lo decolar, permanecer no ar e pousar sozinho. Mais: criou diversas inovações que estão diretamente ligadas à vida de quem viaja e explora o mundo.

Foi o primeiro a criar a navegação aérea, o primeiro a voar com motor movido a explosão; o primeiro a ter um voo homologado; o inventor do motor de cilindros opostos; o primeiro a fabricar um avião em série; o inventor do relógio de pulso; o precursor da patente livre; o primeiro a trazer ao Brasil um automóvel movido a petróleo. Para conhecer mais sobre Santos Dumont e suas criações, a Bress Comunicação indica três exposições pelo Brasil que ajudam a entender o porquê Dumont não podia estar de fora da abertura de uma Olimpíada no Brasil e de suas viagens pelo nosso país.

Museu do Amanhã (Rio de Janeiro-RJ) No ano em que o voo do 14 Bis completa 110 anos, o mais novo centro cultural da capital fluminense traz a mostra O Poeta Voador, Santos Dumont. Com linguagem audiovisual e atividades interativas, o ambiente inclui protótipos das principais criações do inventor e duas réplicas em tamanho real: logo na entrada do Museu, o pioneiro 14 Bis; e, no local da exposição, o avião Demoiselle, mais completo projeto do brasileiro. Término em 30 de outubro. Praça Mauá, 1 (Centro).

Casa de Santos Dumont (Petrópolis-RJ) Foi projetada pelo inventor e servia como sua residência ao longo do verão. Expõe uma pequena biblioteca e objetos pessoas, como o inseparável chapéu Panamá. Aproveite a ida a este centro cultural para passear pelo centro histórico de Petrópolis, logo ali. R. do Encanto, 22 (Centro).

Museu Cabangu (Santos Dumont-MG) O local onde nasceu o “Rei dos Ares”, uma casa de estilo colonial, reúne hoje painéis, fotos, documentos e peças de alguns dos seus inventos. Há ainda uma réplica do 14 Bis. Região muito bonita e arborizada. Rodovia 499, km 16, Distrito de Mantiqueira.

 

Read More

Quatro razões para conhecer a selva amazônica brasileira entre setembro e fevereiro

Posted By admin / Sem categoria / Nenhum Comentário

palafitas  vinicius jangada pequena

Entre setembro e fevereiro, o nível dos rios na Amazônia brasileira cai bastante em virtude do tempo ensolarado e da falta de chuvas. É o chamado período de seca, revelando ao turista novas paisagens e experiências únicas, que o Juma Amazon Lodge, no coração da selva, leva para conhecer.

Nas margens do rio que banha o hotel formam-se pequenas praias, onde os hóspedes podem ser levados de barco – ali também se observam o céu limpo e estrelado da região. Pelo rio, à noite, ocorre a focagem de jacarés, que torna-se mais fácil nesta época do ano. Com mais pontos secos nas margens fluviais, a pesca esportiva, ou “pesque e solte”, é outra ótima opção da temporada. Se o pescador tiver o mínimo de habilidade, poderá fisgar diversos exemplares típicos amazônicos, como o pirarucu, tucunaré, pirapitinga e aruanãs.

A Amazônia da estiagem também é o momento para contemplar o florescer de árvores como a munguba, o angelim e a sumaúma, uma gigante da flora local e que pode atingir até 40 metros de altura, e para o qual os guias do Juma levam nos passeios pela floresta. Nas comunidades ribeirinhas, o tempo seco permite a realização de torneios de futebol, que são muito apreciados pelos moradores e nos quais os hóspedes são incentivados a assistirem ou mesmo a participarem.

Novidades – Localizado em meio a uma região preservada em Autazes, o Juma Amazon Lodge inaugurou este ano um novo bangalô, ainda mais confortável. Com 32 m² de área, a suíte está equipada com cama king-size e possui uma agradável varanda panorâmica ao seu redor, com cadeiras rústicas e duas redes para que o visitante possa apreciar a mata e relaxar.

Assim como os outros bangalôs, a arquitetura da nova suíte também é inspirada na residência dos ribeirinhos amazônicos: construída sobre palafitas (nos períodos de seca chega a 15 metros de altura), é coberta por palha e o piso é de madeira. A arte indígena está presente nos objetos de decoração e nos lustres, feitos de cestos de palha. Com 6m², o banheiro tem ducha de água quente gerada por painéis solares.

Recentemente, o hotel foi eleito pelo Booking.com um dos cinco incríveis lugares do mundo para se desconectar e recuperar as energias. Cercado pela floresta, fica numa área preservada de 7.000 hectares, a 3 horas de Manaus por barco e via terrestre. Seus bangalôs (alguns voltados para a mata e outros para o rio) possuem varanda com rede e chuveiros com água quente gerada por energia solar. Nenhum é equipado com televisão ou wi-fi para que a observação da natureza seja a mais profunda e genuína possível.

JUMA AMAZON LODGE

Website: www.jumalodge.com

Pacotes de três noites a partir de R$ 2.549 por pessoa (quarto para casal ou com duas camas de solteiro, entre setembro e dezembro de 2016), incluindo todas as refeições, guias bilíngues, transporte ida e volta de Manaus para o hotel).
Crianças até 5 anos não pagam a diária.

Fotos: Vinícius Campos

 

 

 

 

Read More

Experiência gourmet única no inverno da Mantiqueira

Posted By admin / Alta Gastronomia / Nenhum Comentário

abertura provence cottage mantiqueira

É no inverno que Monte Verde (MG) exibe todo o charme da Serra da Mantiqueira, com céu azul e termômetros em queda. As baixas temperaturas tingem, por vezes, os campos de branco, criando uma atmosfera especial. Neste cenário, o Provence Cottage & Bistrô oferece uma experiência única de bem-estar e relaxamento em meio à natureza para curtir o frio. Entre os destaques está o novo cardápio do bistrô, comandado pelo chef Ari Kespers. Aberto para o jantar, às sextas-feiras e sábados, o restaurante servirá um menu-degustação em cinco etapas, que traz releituras de pratos clássicos de Kespers, como a bochecha de porco (acompanhada de picles de beterraba) e o ravióli de banana-da-terra (que nesta edição aparece ao lado de abóbora doce e crocante de amaretti). Completam o menu a galinha caipira com quatro versões de milho e couve chamuscada, a rabada com canjica e crocante de pequi e a terrine de chocolate com pequi crocante, leite de castanha de pequi e merengue. O pequi, trazido do cerrado mineiro, é a estrela desta temporada. “Trabalho com o pequi há muitos anos. Sua castanha carrega o toque cítrico e adstringente da fruta, que harmoniza perfeitamente com a rabada”, diz Kespers, praticante de uma culinária contemporânea de aromas e sabores que remetem às raízes da cozinha caipira.

Na pousada, a valorização da culinária artesanal fica expressa no café da manhã, onde pães e bolos são produzidos horas antes de chegar à mesa e o leite, fresco, vem de uma fazenda vizinha. Geleias e requeijão também são feitos na cozinha do Provence. O chá servido à tarde aos hóspedes apresenta outras delícias saídas da cozinha do bistrô, doces e salgadas. Esta filosofia se repete no cuidado na hospedagem, cercada de mimos, como lençóis perfumados e espumante de boas-vindas. São seis chalés localizados em uma área de 10 mil metros quadrados, cercados de jardins com araucárias e pés de lavanda, que oferecem bastante privacidade. Com tamanhos que variam entre 50 m² e 130 m², todos possuem hidromassagem, lareira, TV com assinatura SKY, camas queen-size, enxoval Trussardi e amenities L’Occitane. A decoração, inspirada na Provence, reúne mobiliário e peças garimpados em antiquários, além de objetos de família dos proprietários. No spa, com vista para a mata da Serra da Mantiqueira, o hóspede pode escolher entre massagem relaxante, shiatsu, pedras quentes, escalda-pés com reflexologia e banhos de imersão com lavanda, rosas ou ervas (poejo, hortelã, alecrim e sálvia) provenientes da horta mantida no local. Custam entre R$ 90 e R$ 380 e precisam ser previamente agendados. A pousada também possui uma hidromassagem ao ar livre, sob um gazebo, com lareira (R$ 190 por 1h30, com sais de banho e espuma L’Occitane e ambientação com velas e pétalas de flores). Tudo isso transforma o Provence Cottage & Bistrô em um lugar perfeito para quem deseja descansar, namorar e festejar a vida.

Fotos: Wagner Dias/Pallatta/Divulgação

Serviço

Provence Cottage & Bistrô – Rua Cedrus Libani, 380 – Monte Verde, Camanducaia, MG. Tel.: 55 (35) 3438-1467. Diárias para fins de semana: a partir de R$ 1.160,00. Inclui café da manhã, chá da tarde e check-in com garrafa de espumante. Cartões: todos. Não aceita menores de 18 anos. Menu-degustação de inverno em cinco etapas executado pelo chef Ari Kespers. Sexta-feira e sábado, a partir das 21h. Atende mediante reserva. Valor do menu-degustação por pessoa: R$ 215 (sem bebidas).

Read More

Crise abre oportunidade de investimento em espaços para eventos no Brasil

Posted By admin / Sem categoria / Nenhum Comentário

 

centro de exposição imigrantes
São Paulo Expo (antigo Centro de Exposições Imigrantes). Foto: Divulgação/São Paulo Expo

Em períodos de crise, as chances de negócios são menos óbvias do que nas épocas de atividade em alta. No mercado imobiliário, vários nichos se mostram atrativos e revelam janelas de oportunidades para investidores com visão de longo prazo em períodos de desaceleração do setor. Uma delas se abre para o potencial do segmento de eventos. Estudo da consultoria Caio Calfat Real Estate Consulting mostra que centros de convenções projetados para feiras, congressos e seminários de pequeno e médio portes podem se beneficiar com demanda resiliente, oferta de espaços pequena em relação ao crescimento do mercado e atratividade do país para eventos internacionais com o fortalecimento do dólar.

Conforme o levantamento, o chamado segmento MICE (Meetings, Incentives, Conventions and Exhibitions), ou seja, focado em eventos de pequeno e médio porte como encontros, incentivos, convenções e feiras movimenta cerca de US$ 30 bilhões por ano em todo o mundo. Há 10 anos, o Brasil é um dos dez principais destinos de eventos no mundo, segundo o ranking do ICCA (International Congress and Convention Association). Na lista mais recente, de 2014, o Brasil ocupa a décima posição, mas, nas Américas, o país ocupa a segunda posição atrás apenas dos Estados Unidos.

O diretor da consultoria, Caio Calfat, ressalta o padrão internacional do aparelhamento do setor, especialmente nas capitais São Paulo e Rio de Janeiro, como um diferencial para o mercado local. Segundo o especialista, o dólar forte, que se valorizou quase 50% no ano passado, torna o Brasil mais atrativo para organizadores estrangeiros. “Grandes grupos internacionais promotores e organizadores de eventos estão apostando em nosso país, como o gigante francês GL Events, que assumiu o antigo Centro de Exposições Imigrantes em São Paulo (atual São Paulo Expo) e o está transformando em um enorme complexo de eventos de várias modalidades, e o RioCentro no Rio de Janeiro”.

De acordo com a pesquisa, entre 2014 e 2015 a cidade de São Paulo sediou 255 ou 41,73% das feiras e exposições de grande porte do Brasil. Já o segmento de eventos de reuniões apresentou taxa de crescimento anual acima dos 14% no período.  A crise econômica trouxe uma desaceleração ao setor, mas demanda de eventos tende a se recuperar rapidamente em um momento de retomada da atividade. Segundo o boletim Focus de consenso de mercado elaborado pelo Banco Central, a expectativa de economistas e analistas é de que o PIB brasileiro volte a crescer no ano que vem, a uma taxa de 0,50%.

Na experiência de Calfat, o ciclo imobiliário que se estende em torno de três a cinco anos, do lançamento do projeto à entrega física do empreendimento, revela uma janela para a criação de espaços novos neste ano. Ou seja, os centros de eventos lançados agora podem se beneficiar de um ciclo de retomada da atividade previsto para iniciar-se a partir de 2017.

Segundo levantamento da consultoria, do mesmo modo que o mercado corporativo em geral, o segmento de espaço para eventos encontra-se fechado no momento para lançamentos. “Não há informações sobre novos projetos, apenas reformas e ampliações”, afirma Calfat. Com isso, a demanda tende a crescer acima da oferta nos próximos anos, especialmente, dentro do nicho de centros de convenções de perfil multifacetado.

Em termos de retorno financeiro, os espaços multifunção para eventos de porte pequeno ou médio revelam-se atrativos. O estudo da Caio Calfat mostra que os preços cobrados pelos empreendimentos do gênero na cidade de São Paulo, apenas para locação do maior espaço disponível, variam entre R$ 5.000,00 e R$ 24.500,00, sem refeição. Isso equivale a um preço médio de R$ 24,83 por m². Ainda conforme a pesquisa, apenas um dos centros de convenções na capital paulista recebeu uma média de 14 eventos por mês em 2015. Essa média implicaria em um valor médio de R$ 347 por m² mensal, ou seja, três vezes superior à média do aluguel médio mensal de um edifício comercial classe AA+, segundo dados da Cushman & Wakefield. “Há um consenso no setor de que só não há mais eventos em São Paulo, por falta de espaços profissionais”.

 

Read More

Por uma gastronomia serrana autêntica na Mantiqueira

Posted By admin / Alta Gastronomia, Turismo Brasil / Nenhum Comentário

Jantar realizado neste sbado (9), em Monte Verde (MG), mostrou a fora dos ingredientes da regio serrana e o atual fortalecimento dos produtores locais

tres chefs evento sabores salo

Por Redao Bress / Fotos: Pallatta

Durante muito tempo, os restaurantes na Serra da Mantiqueira apenas procuravam servir pratos tradicionais da cozinha internacional ou receitas invernais europeias, como a fondue e a raclette (para citar duas). Os cozinheiros também no encontravam fornecedores de qualidade, que cultivassem os produtos da terra. Recentemente isso mudou, com a chegada de um consumidor interessado na culinária sustentável, e empreendimentos que investem na riqueza do que cultivado na própria região. Este novo panorama foi apresentado no último sábado, em Monte Verde-MG, no bistrô da Pousada Provence Cottage & Bistrô. Três dos principais chefs da Mantiqueira, Ari Kespers (Bistrô Provence), Gabriel Broide (restaurante Mina hotel Botanique, Campos do Jordão-SP) e Mônica Rangel (Gosto com Gosto, Visconde de Mauá-RJ) serviram um menu-degustação inventivo e quase que na totalidade feito com ingredientes locais. O evento teve divulgação e apoio da Bress Comunicação.

Entre as entradas, Broide preparou sua coalhada (produzida com leite de vacas Jersey de uma fazenda de Campos do Jordo), acompanhada por sementes de tomate e pepinos selvagens. Quando vim para (comandar) o (restaurante) Mina, no fazia sentido trabalhar com muitos ingredientes de fora e produzir tanto carbono em deslocamentos. Era melhor oferecer ao cliente o potencial de ingredientes da própria regio, disse o chef, que também usa em seu restaurante ervas e frutas locais, como a uvaia.

pepino coalhada broide fin

Na mesma linha pensa o chef Ari Kespers. Ao servir a segunda entrada do jantar, o cappuccino de cogumelos, ele utilizou fungos que brotam nos pés dos eucaliptos na região de Monte Verde. “É um tipo de cogumelo que vi por aqui. Descobri com os moradores locais”, disse o chef, que também usa em sua cozinha o chamado lírio do brejo, uma flor muito apreciada na região para fazer farofa.

capuccino ari fin

A seguir, Broide serviu a famosa truta da região serrana da Mantiqueira dentro de uma nova apresentação e conceito. Cozida lentamente em baixa temperatura e acompanhada com emulsão de limão-cravo, salada de erva-doce e brotos de girassol.

truta

A produção orgânica de porcos e patos na região também foi apresentada no jantar deste sábado. Kespers trouxe um corte suíno que vem ganhando adeptos: a bochecha de porco. Trata-se de uma parte do porco com pouca gordura e muito macia.

porco

A chef Monica Rangel encerrou o jantar com um magret pato acompanhado de purê de ervilhas e farofa crocante.

patomonica fin

Rangel, que comanda há 22 anos o restaurante Gosto com Gosto, em Visconde de Mauá, distrito de Resende (RJ), acompanhou ao longo das duas últimas dcadas o fortalecimento dos produtores na Mantiqueira. Antes eu tinha de produzir tudo. Hoje, especialmente nos produtos orgânicos, consigo diariamente uma boa oferta. E o consumidor também mudou, valorizando a saúde e a sustentabilidade, disse a chef que também serviu um brownie de castanhas com sorvete de framboesa.

dessert

Para o chef Ari Kespers, produzir e participar de um evento como o realizado na pousada Provence foi enriquecedor. Sempre aprendo cozinhando com outros chefs. “A Monica é um mito da gastronomia mineira e o Gabriel, assim como eu, um explorador do potencial que a nossa serra pode nos dar de melhor”, completou.

 

 

Read More

Conheça como uma assessoria de imprensa pode alavancar negócios para seu hotel

Posted By admin / Comunicao / gastronomia, hotel, hotelaria, pousada, restaurante, turismo / Nenhum Comentário

tokyo-restaurant-sense-tea-corner-03

Alguns hotéis, destinos e restaurantes ainda ignoram a importância de um trabalho de assessoria de imprensa. Seus esforços de distribuição ficam restritos a vendas e ao marketing. Outro erro confundir assessoria com publicidade. A boa notícia que há cada vez menos hospedagens pensando assim, e os viajantes agradecem!

Isso porque, quando bem feito, o trabalho de assessoria leva informação relevante adiante, mostrando de forma muito mais barata e com grande visibilidade os valores e o que de melhor há no serviço e estrutura de uma pousada, hotel, restaurante ou localidade turística. Estamos falando de saber contar boas histórias e mostrar a quem interessa. Quantas vezes você tomou uma decisão ao ver uma recomendação em uma reportagem?

Com a evolução do turismo no Brasil e no mundo, cada vez mais os empreendedores da área estão investindo em canais próprios de divulgação. E uma assessoria pode ser muito útil neste processo, organizando estratégias, produzindo bom conteúdo e fazendo uma gestão de imagem afinada, seja no site ou nas mídias sociais.

Trabalhar com uma assessoria cuja equipe possui boa experiência ligada ao tema turismo ajuda muito na identificação dos assuntos a serem divulgados e como divulgá-los. Trabalhar com as novas mídias também. Por fim, a experiência de viagem da equipe torna-se fundamental para identificar os pontos sensíveis e as oportunidades de um cliente.

Para uma boa divulgação importante enfatizar os seus pontos fortes, conhecer bem a audiência, trabalhar em resultados realistas e – por que não? – pensar grande! Afinal, o que importa no o tamanho da cidade ou do empreendimento, mas sim a relevância das suas notícias e histórias.

 

 

Read More

Novos hotéis pelo mundo para conhecer em 2016

Posted By admin / Hotel / Nenhum Comentário

O site do diário britânico The Telegraph divulgou uma lista com as novidades da hotelaria para 2016. A Bress separou as mais inovadoras.

Amanemu, Parque Nacional Ise Shima, Japão

amanemu-3-600x548

Acomodação do Amanemu (Foto: Aman Resorts)

O segundo resort da Aman no Japão abre em maio deste ano. Localizado em um parque nacional, explora o tema água. Seu spa traz diversos banhos com uso das águas medicinais quentes da região. O menu do restaurante lista pratos da cozinha contemporânea japonesa, com forte uso de frutos do mar frescos, como lagosta e abalone, e receitas que celebram a fuso das cozinhas franco-italiana e japonesa. So 24 sutes (com 99 m cada) decoradas com mobiliário japonês contemporâneo e acabamento sofisticado. As janelas se abrem para a floresta local, conversando intimamente com a decoração interna. Nas chamadas Villas, o espaço majestoso: 375 m².

 

Il Sereno, Lago Como, Itália

1452874531-bba7d

Piscina do Il Sereno, na Itália (Foto: Il Sereno)

Com previsão de abertura para o próximo verão europeu, o hotel tem 34 suítes e quebra o conceito arquitetônico da região. Em vez de mais um grande palácio renascentista, a arquiteta milanesa Patricia Urquiola preferiu usar materiais naturais da regio como pedra e madeira. Jardins verticais adornam a rea externa e a piscina se debrua sobre as águas do Como. Todas as acomodações terão vista panorâmica para o lago e para as montanhas. O restaurante do Il Sereno ser comandado pelo restaurateur Giuliano Lotto, do La Petite Maison, com unidades na Inglaterra, Dubai e Istambul (e em breve Miami).

 

The Ritz Paris, Frana

a-legend-in-progress_2013-6_0

Hotel Ritz Paris em processo de renovação (Foto: Ritz Paris)

O icônico hotel francês reabre em 14 de maro após uma repaginação que custou 250 milhões de euros e vai gerar muitas novidades. Os quartos tiveram o mobiliário renovado, assim como os banheiros aquecimento no piso, banheiras e duchas foram separadas. O novo Ritz Club exibe uma piscina neoclássica e o primeiro spa da grife Chanel no mundo. O restaurante L’Espadon agora ser comandado pelo chef Nicolas Sale. Já o histórico Bar Hemingway permaneceu sem alterações para deleite dos hóspedes habitués.

 

Eden Project Hotel, Reino Unido

Eden Project Hotel (Foto: Eden Project)

Eden Project Hotel (Foto: Eden Project)

Desde 2005 sendo construído como um projeto que envolve a comunidade e o setor educacional, o Eden Project, em Bodelva (perto de Saint Austell), recebeu a aprovação do comitê do condado da Cornuália para inaugurar este ano o seu hotel. Seis milhões de libras serão investidos na hospedagem que ter 115 quartos, erguidos em harmonia com a flora local, encorajando a energia limpa e outros conceitos sustentáveis.

 

Arrive Palm Springs, Califrnia, Estados Unidos

561695084dd0937b3c7faaaa_palm-springs-facebook-hotel-cr-courtesy

Projeo da piscina do hotel Arrive (Foto: Arrive Palm Springs)

A estação de inverno na Califórnia está sendo considerada quente, pelo menos para a geração social media ligada em turismo e tecnologia. O Arrive, uma das criações da milionária e ex-funcionária do Facebook Erza Callahan, deve abrir suas portas em Palm Springs com 32 quartos equipados com AppleTV, canais Netflix e nenhum telefone – todos os serviços são pedidos via mensagem de texto. O check-out pode ser feito no bar e qualquer funcionário pode fazer do check-in ao pagamento do estacionamento, por exemplo.

Read More

Seu website está ao nível da experiência proporcionada pelo seu hotel?

Posted By admin / Tecnologia / Nenhum Comentário

A indústria do turismo é uma das mais mergulhadas no mundo digital. Segundo uma pesquisa realizada pela Bress Comunicação com dezenas de hospedagens de pequeno e médio porte em todo o Brasil, o website é o canal mais procurado pelo hóspede para fechar a reserva, com mais de 60% da distribuição, na frente das Online Travel Agencies (OTAs), como Booking.com e Decolar.com (que detinham cerca de 10%) e das agências de turismo convencionais, com aproximadamente 5%. Com o avanço nos investimentos de marketing das OTAs no Brasil para 2016 e 2017, ter um site forte tornou-se ainda mais fundamental.

Apesar disso ainda é muito comum encontrarmos sites que não possuem um sistema de navegação intuitivo e de conteúdo bem otimizado para os buscadores da internet, como o Google e Bing. Mais: não apresentam um design criativo, suas imagens não transmitem o potencial dos estabelecimentos e os textos não despertam no usuário o desejo de viajar. O resultado é o maior potencial de rejeição, ou seja, com páginas em que o usuário pode desistir do site por não se sentir atraído ou cuja performance atrapalha muito a navegação.

Outro ponto comum é a falta de tecnologia atualizada. Sites não adaptados ao universo mobile, sem uma programação adequada e com a falta de vídeos e tour virtuais prejudicam uma melhor experiência do usuário. Pense nisso: de que adianta a pousada ter um ótimo serviço e estrutura confortável se a primeira experiência do hóspede com a marca, a visita ao website, é difícil e desagradável?

Read More

Como o storytelling bem feito pode ajudar o seu hotel ou restaurante

Posted By admin / Sem categoria / Nenhum Comentário

Grandes hoteleiros e profissionais de marketing nunca deixam de enaltecer a importância do storytelling, ou seja, a arte de contar grandes histórias capazes despertar uma conexão forte no cliente, gerando o interesse expontâneo em conhecer seu hotel, restaurante ou pousada. Você pode perceber esta técnica de comunicação amigável com o cliente em vídeos na internet, um bom texto lido no rádio, uma reportagem, um post criativo em uma rede social ou mesmo no próprio texto do website do restaurante ou hotel. O ideal, na verdade, é que ele esteja em todas as mídias usadas para a comunicação de um estabelecimento.
Mas quais as regras para gerar um bom storytelling hoteleiro ou gastronômico?
Assista a esta campanha feita pela rede de hotéis de luxo Shangri-lá:

Perceba que em nenhum momento o hotel foi mostrado, mesmo assim você deve ter, no mínimo, ficado curioso em conhecê-lo. Isso é bom storytelling. E para contar boas histórias, vale a pena observar algumas as dicas:

1 Conte história reais para gerar identificação
2 Não fale só de você, mas busque o que pode ser realmente útil ao cliente
3 Explore os desejos e emoções fortes dos seus clientes
4 Faça com qualidade, com roteiros coesos e coerentes

Read More