Provence Cottage terá menu de inverno inspirado na Cambuquira

Posted By admin / Alta Gastronomia, Hotel, Pousada, Restaurante / Nenhum Comentário

Chef Ari Kespers traz brotos e flores da abóbora como estrelas de suas receitas na temporada serrana em Monte Verde (MG)

 

 

A cambuquira é como os mineiros chamam os brotos e flores da abóbora, abobrinha ou chuchu. Geralmente, é usada como complemento de pratos culinários. Mas nesta temporada de inverno, o chef Ari Kespers, da Provence Cottage & Bistrô, em Monte Verde, na Mantiqueira mineira (167 km de SP) dará nova cor ao ingrediente, elevando-o como personagem de destaque de seu novo menu.

A degustação em sete etapas abrirá com a tábua de embutidos de casa, feitos por Ari e seu sócio, Whitman Colerato, e uma musse de broto de cambuquira. Na sequência, serão servidos ovo molet com milho e pamonha e uma linguiça de pato com flor de cambuquira e emulsão de queijo da Serra da Canastra. Os demais pratos serão surpresa e trarão o que de mais fresco estiver disponível no dia.

Além do jantar, os casais que quiserem celebrar o friozinho da estação hospedados na Provence Cottage & Bistrô poderão escolher entre os sete chalés equipados com hidromassagem, lareira, camas queen-size, enxoval Trussardi e TV com assinatura Sky. A decoração inspirada no sul da França reúne mobiliário e peças garimpados em antiquários, além de objetos de família dos proprietários.

A pousada também possui um spa, com vista para os jardins e para a mata da Serra da Mantiqueira. O espaço oferece massagem relaxante, shiatsu, pedras quentes, escalda-pés com reflexologia e banhos de imersão com lavanda, rosas ou ervas provenientes da horta mantida no local.

Read More

Chefs unem sabores brasileiros na Mantiqueira

Posted By admin / Alta Gastronomia / brasileira, charme, comida, culinria, hotel, pousada, pousada na serra, turismo, viagem / Nenhum Comentário

Oliveira Release ari kespers Foto release

_31A0728 ari00011

Rodrigo Oliveira (Mocotó, Esquina e Balaio) é o convidado especial do chef Ari Kespers para um jantar a quatro mãos na Provence Cottage & Bistrô, em Monte Verde (MG), no sábado, 17 de março. Juntos, assinam um menu em nove etapas baseado em um traço comum de suas cozinhas: a valorização dos ingredientes regionais e de seus produtores. Por tudo isso, o jantar foi batizado como Cozinha da Terra. “Há cada vez mais trabalhos notáveis, como o do Ari Kespers, sendo feitos fora dos grandes centros gastronômicos. Se destacam por ter uma linguagem particular, influenciada por contextos exuberantes, como é o caso do Provence e a Mantiqueira”, diz Oliveira.

Entre os pratos a serem servidos, apenas dois serão conhecidos:  Milho, milho, milho (cabelo de milho, ovo mollet, mate de taioba e minimilho), criação de Kespers e estrela desta temporada em seu restaurante, e Dadinhos de tapioca com molho de pimenta agridoce, clássico da cozinha de Oliveira. Todos os outros pratos do menu-degustação serão criados pelos dois chefs horas antes. “Será um jantar-surpresa”, anuncia Kespers, entusiasta da cozinha de Oliveira. “Admiro o trabalho de Rodrigo, e como ele sempre soube resgatar as próprias raízes em suas criações.”

Os chefs

Considerado um dos principais nomes da cozinha brasileira atual, Rodrigo Oliveira comanda, há 16 anos, o Mocotó, restaurante no qual reinventou a culinária nordestina, resgatando suas raízes familiares, do sertão pernambucano. Desde então, ganhou inúmeros prêmios nacionais e internacionais. Entre eles, ocupa hoje o 27º lugar na lista do 50th Best Latin America da inglesa The Restaurant Magazine. Também comanda o Esquina (1 estrela no guia Michelin Rio e São Paulo 2017) e duas unidades do Mocotó Café, todos em São Paulo. Recentemente, inaugurou seu novo restaurante, Balaio, dentro do Instituto Moreira Salles, na Avenida Paulista, coração da cidade.

Nascido em Jundiaí (SP), o chef Ari Kespers é autodidata. Antes do bistrô Provence, na serra mineira, aberto em 2010, foi proprietário do restaurante Sal da Terra (em Jundiaí). O encontro com Minas trouxe um novo norte para sua cozinha, baseada em produtos sazonais. O bistrô Provence foi eleito um dos 50 melhores restaurantes do país pelo Guia Quatro Rodas 2015. No mesmo ano, representou Minas no evento Cozinhando com Palavras, no Salão do Livro de Paris, onde participou do lançamento do livro Le Brésil de Minas Gerais. Em 2016, também participou da Feira de Livro de Frankfurt, na Alemanha. Em Monte Verde, além do bistrô, comanda a pousada Provence Cottage, ao lado de seu sócio, Whitman Colerato.

Cozinha da terra – Jantar com os chefs Rodrigo Oliveira e Ari Kespers. No dia 17 de março, sábado, a partir das 20h30. Local: Provence Cottage & Bistrô, Rua Cedrus Libani, 380, Monte Verde, Camanducaia, MG. Tel.: 55 (35) 3438-1467. Aberto ao público mediante reserva. Valor do menu-degustação por pessoa: R$ 287,00 ou R$ 440 (harmonizado).

Imagens: Rodrigo Oliveira (Foto: Carol Gherardi); Ari Kespers (Foto: Pallata); Dadinhos de tapioca com molho de pimenta agridoce (Foto: Ricardo D’Ângelo); Milho, milho, milho – cabelo de milho, ovo mollet, mate de taioba e minimilho (Foto: Marco Vaz).

Read More

Brunch de Dia das Mães no Ovo e Uva é destaque em Veja SP, Folha, Estadão e Menu

Posted By admin / Alta Gastronomia, Bares, Restaurante / assessoria, brunch, comida, gastronomia, ovo e uva, restaurantes, vinho / Nenhum Comentário

O Brunch de Dia das Mães do bar de vinhos Ovo e Uva, em Pinheiros, na capital paulista, foi destaque em quatro importantes roteiros gastronômicos da cidade: Veja SP, Divirta-se (O Estado de S. Paulo), Guia Folha (Folha de S. Paulo) e Menu. Confiram a seguir:

Veja SP 

DSC_8902_edited

Divirta-se (O Estado de S. Paulo)

IMG-20170512-WA0009_edited

Guia Folha (Folha de S. Paulo)

http://guia.folha.uol.com.br/restaurantes/2017/05/guia-sugere-oito-lugares-para-comer-no-dia-das-maes.shtml

IMG-20170512-WA0006_edited2

Revista e Portal Menu

 

Foto de abertura: Ravióli de camarão ao molho bisque, um dos pratos servidos no brunch do Ovo e Uva (Crédito: Marco Pinto)

 

 

 

Read More

Provence Cottage é destaque em A Tribuna de Santos

Posted By admin / Alta Gastronomia, Hotel, Turismo Brasil / gastronomia, hotel, Monte Verde, pousada, pousada na serra, restaurante, restaurante na serra, restaurante romântico / Nenhum Comentário

A Provence Cottage & Bistrô foi destaque no caderno deste domingo de A Tribuna, o principal jornal da Baixada Santista. Confira a reportagem da jornalista Carla Zomignani:

Read More

Experiência gourmet única no inverno da Mantiqueira

Posted By admin / Alta Gastronomia / Nenhum Comentário

abertura provence cottage mantiqueira

É no inverno que Monte Verde (MG) exibe todo o charme da Serra da Mantiqueira, com céu azul e termômetros em queda. As baixas temperaturas tingem, por vezes, os campos de branco, criando uma atmosfera especial. Neste cenário, o Provence Cottage & Bistrô oferece uma experiência única de bem-estar e relaxamento em meio à natureza para curtir o frio. Entre os destaques está o novo cardápio do bistrô, comandado pelo chef Ari Kespers. Aberto para o jantar, às sextas-feiras e sábados, o restaurante servirá um menu-degustação em cinco etapas, que traz releituras de pratos clássicos de Kespers, como a bochecha de porco (acompanhada de picles de beterraba) e o ravióli de banana-da-terra (que nesta edição aparece ao lado de abóbora doce e crocante de amaretti). Completam o menu a galinha caipira com quatro versões de milho e couve chamuscada, a rabada com canjica e crocante de pequi e a terrine de chocolate com pequi crocante, leite de castanha de pequi e merengue. O pequi, trazido do cerrado mineiro, é a estrela desta temporada. “Trabalho com o pequi há muitos anos. Sua castanha carrega o toque cítrico e adstringente da fruta, que harmoniza perfeitamente com a rabada”, diz Kespers, praticante de uma culinária contemporânea de aromas e sabores que remetem às raízes da cozinha caipira.

Na pousada, a valorização da culinária artesanal fica expressa no café da manhã, onde pães e bolos são produzidos horas antes de chegar à mesa e o leite, fresco, vem de uma fazenda vizinha. Geleias e requeijão também são feitos na cozinha do Provence. O chá servido à tarde aos hóspedes apresenta outras delícias saídas da cozinha do bistrô, doces e salgadas. Esta filosofia se repete no cuidado na hospedagem, cercada de mimos, como lençóis perfumados e espumante de boas-vindas. São seis chalés localizados em uma área de 10 mil metros quadrados, cercados de jardins com araucárias e pés de lavanda, que oferecem bastante privacidade. Com tamanhos que variam entre 50 m² e 130 m², todos possuem hidromassagem, lareira, TV com assinatura SKY, camas queen-size, enxoval Trussardi e amenities L’Occitane. A decoração, inspirada na Provence, reúne mobiliário e peças garimpados em antiquários, além de objetos de família dos proprietários. No spa, com vista para a mata da Serra da Mantiqueira, o hóspede pode escolher entre massagem relaxante, shiatsu, pedras quentes, escalda-pés com reflexologia e banhos de imersão com lavanda, rosas ou ervas (poejo, hortelã, alecrim e sálvia) provenientes da horta mantida no local. Custam entre R$ 90 e R$ 380 e precisam ser previamente agendados. A pousada também possui uma hidromassagem ao ar livre, sob um gazebo, com lareira (R$ 190 por 1h30, com sais de banho e espuma L’Occitane e ambientação com velas e pétalas de flores). Tudo isso transforma o Provence Cottage & Bistrô em um lugar perfeito para quem deseja descansar, namorar e festejar a vida.

Fotos: Wagner Dias/Pallatta/Divulgação

Serviço

Provence Cottage & Bistrô – Rua Cedrus Libani, 380 – Monte Verde, Camanducaia, MG. Tel.: 55 (35) 3438-1467. Diárias para fins de semana: a partir de R$ 1.160,00. Inclui café da manhã, chá da tarde e check-in com garrafa de espumante. Cartões: todos. Não aceita menores de 18 anos. Menu-degustação de inverno em cinco etapas executado pelo chef Ari Kespers. Sexta-feira e sábado, a partir das 21h. Atende mediante reserva. Valor do menu-degustação por pessoa: R$ 215 (sem bebidas).

Read More

Por uma gastronomia serrana autêntica na Mantiqueira

Posted By admin / Alta Gastronomia, Turismo Brasil / Nenhum Comentário

Jantar realizado neste sbado (9), em Monte Verde (MG), mostrou a fora dos ingredientes da regio serrana e o atual fortalecimento dos produtores locais

tres chefs evento sabores salo

Por Redao Bress / Fotos: Pallatta

Durante muito tempo, os restaurantes na Serra da Mantiqueira apenas procuravam servir pratos tradicionais da cozinha internacional ou receitas invernais europeias, como a fondue e a raclette (para citar duas). Os cozinheiros também no encontravam fornecedores de qualidade, que cultivassem os produtos da terra. Recentemente isso mudou, com a chegada de um consumidor interessado na culinária sustentável, e empreendimentos que investem na riqueza do que cultivado na própria região. Este novo panorama foi apresentado no último sábado, em Monte Verde-MG, no bistrô da Pousada Provence Cottage & Bistrô. Três dos principais chefs da Mantiqueira, Ari Kespers (Bistrô Provence), Gabriel Broide (restaurante Mina hotel Botanique, Campos do Jordão-SP) e Mônica Rangel (Gosto com Gosto, Visconde de Mauá-RJ) serviram um menu-degustação inventivo e quase que na totalidade feito com ingredientes locais. O evento teve divulgação e apoio da Bress Comunicação.

Entre as entradas, Broide preparou sua coalhada (produzida com leite de vacas Jersey de uma fazenda de Campos do Jordo), acompanhada por sementes de tomate e pepinos selvagens. Quando vim para (comandar) o (restaurante) Mina, no fazia sentido trabalhar com muitos ingredientes de fora e produzir tanto carbono em deslocamentos. Era melhor oferecer ao cliente o potencial de ingredientes da própria regio, disse o chef, que também usa em seu restaurante ervas e frutas locais, como a uvaia.

pepino coalhada broide fin

Na mesma linha pensa o chef Ari Kespers. Ao servir a segunda entrada do jantar, o cappuccino de cogumelos, ele utilizou fungos que brotam nos pés dos eucaliptos na região de Monte Verde. “É um tipo de cogumelo que vi por aqui. Descobri com os moradores locais”, disse o chef, que também usa em sua cozinha o chamado lírio do brejo, uma flor muito apreciada na região para fazer farofa.

capuccino ari fin

A seguir, Broide serviu a famosa truta da região serrana da Mantiqueira dentro de uma nova apresentação e conceito. Cozida lentamente em baixa temperatura e acompanhada com emulsão de limão-cravo, salada de erva-doce e brotos de girassol.

truta

A produção orgânica de porcos e patos na região também foi apresentada no jantar deste sábado. Kespers trouxe um corte suíno que vem ganhando adeptos: a bochecha de porco. Trata-se de uma parte do porco com pouca gordura e muito macia.

porco

A chef Monica Rangel encerrou o jantar com um magret pato acompanhado de purê de ervilhas e farofa crocante.

patomonica fin

Rangel, que comanda há 22 anos o restaurante Gosto com Gosto, em Visconde de Mauá, distrito de Resende (RJ), acompanhou ao longo das duas últimas dcadas o fortalecimento dos produtores na Mantiqueira. Antes eu tinha de produzir tudo. Hoje, especialmente nos produtos orgânicos, consigo diariamente uma boa oferta. E o consumidor também mudou, valorizando a saúde e a sustentabilidade, disse a chef que também serviu um brownie de castanhas com sorvete de framboesa.

dessert

Para o chef Ari Kespers, produzir e participar de um evento como o realizado na pousada Provence foi enriquecedor. Sempre aprendo cozinhando com outros chefs. “A Monica é um mito da gastronomia mineira e o Gabriel, assim como eu, um explorador do potencial que a nossa serra pode nos dar de melhor”, completou.

 

 

Read More

Grandes chefs e menus estrelados viram tendência nos hotéis para 2016

Posted By admin / Alta Gastronomia / Nenhum Comentário

enigma
Prato do restaurante Enigma, no Palazzo Versace, em Dubai. Foto: Divulgação)

Difícil não reconhecer a importância dos hotéis para o surgimento da alta gastronomia. O chef-ícone Georges Auguste Escoffier, que entre outras contribuições renovou os métodos da tradicional cozinha francesa, no fim do século 19 se juntou a César Ritz para fundar a série de famosos hotéis Ritz e o no Carlton de Londres introduziu pela primeira vez a prática do menu à la carte. Em São Paulo, na década de 50, o extinto restaurante italiano Ca’d’Oro, no hotel Le Meridien, e o Le Pré Catelan, no Rio Palace Hotel (hoje Sofitel), colocaram à mesa sofisticação técnica e sabores exclusivos nunca vistos antes no país. Mas apesar de todos estes exemplos, a relação hospedagem e alta gastronomia nunca foi indissociável. As estrelas do Guia Michelin e hotéis por muito tempo estiveram em momentos diferentes, sem se conversarem. Mas em 2016, o sentimento de mudança, com investimento forte de novos ícones gastronômicos dentro de hotéis.

tokyo-restaurant-tapas-molecular-bar-04
Bar de tapas molecular do Mandarin
Oriental, em Tóquio (Foto: Divulgação)

Em Tóquio, o chef dinamarquês Rene Redzepis, do Noma (número 3 do mundo na S. Pellegrino World’s 50 Best Restaurants List) abre uma filial do seu restaurante no luxuoso Mandarin Oriental, que tem um bar de tapas dentro da proposta de cozinha molecular. Grant Achatz, chef do Alinea (3 estrelas Michelin), localizado em Chicago, assume a cozinha da filial do Alinea previsto para abrir este mês de fevereiro no novo Faena Hotel Miami Beach, na Flórida, Estados Unidos.

faena_gallerygrant
Salão do Faena Miami (à esquerda), onde o premiado chef Grand Achatz (à direita)
comanda a filial do restaurante Alinea, 3 estrelas Michelin em Chicago, nos Estados Unidos (Foto: Divulgação)

Já Albert Adriá, do inesquecível El Bulli, prepara, do fim de janeiro até meados de março, conceitos e menus para o histórico Café Royal, em Londres. Em Dubai, o novo Palazzo Versace terá em sua linha de frente de marketing o restaurante Enigma, no qual chefs renomados irão se revezar quatro vezes ao ano, trabalhando receitas inventivas – o primeiro (fica até abril de 2016), Quique Dacosta, três estrelas Michelin e dono do restaurante espanhol Dénia.

chef
Chef Quique Dacosta, atual estrela do Enigma,
dentro do hotel Palazzo Versace, em Dubai (Foto: Divulga��o)

 

Read More