Marketing hotel: novos Room Offices Mercure Jardins

Posted By admin / marketing / assessoria, hotel, marketing digital, turismo / Nenhum Comentário

Marketing para hotel

Em 2020 aprendemos a nos adaptar e restabelecer nossas prioridades. Tivemos também que aprender a trocar o dia a dia no escritório e trabalhar de casa.

Com a demanda de executivos em São Paulo e profissionais liberais na cidade na retomada do comércio, empresas e negócios a partir de julho, a rede Accor lançou um novo modelo de negócio: o room office.

O room office é perfeito para quem busca um espaço para trabalhar com silêncio, estrutura de hotel, alimentação privativa, em um ambiente protegido e altamente higienizado.

Para o Mercure Jardins, uma das principais unidades da bandeira Mercure em São Paulo, a Bress executou uma estratégia de anúncios focada em reach e captação de leads além de produção de conteúdo especialmente voltada para atrair estes profissionais em redes sociais como Facebook e Instagram.

Room ofice hotel Mercure Jardins

O produto apresenta diárias de R$ 139,00 +5%ISS para autônomos, empresas, com opção de modulação para sala de reuniões de até 3 pessoas. O espaço é adequado a cada necessidade de trabalho.

As reservas e informações podem ser obtidas pelo link https://instabio.cc/20902GeR3HI no botão Room Office.

Read More

3 sites para turbinar seu áudio marketing

Posted By admin / marketing, Sem categoria / audio marketing, podcast / Nenhum Comentário

Por Eduardo Merli

Os podcasts são uma realidade no marketing de conteúdo. A transmissão de áudio sob demanda cresceu 76% em 2016, obscurecendo o fluxo de vídeo em mais de 250 milhões, de acordo com a Nielsen.

De acordo com o Google, a busca por voz está crescendo em popularidade. 20% das consultas por celular foram feitas em buscas por voz em 2017 e os números devem continuar a crescer.

Vamos conhecer 3 soluções para fazer o seu próprio podcast.

HuffDuffer

PodBean

PodOmatic

Read More

7 tendências em 2020 no marketing digital

Posted By admin / marketing / Nenhum Comentário

Em um mercado que não para de gerar novas mídias e ferramentas, quais as novidades mais alinhadas para conseguir tocar sua audiência com uma comunicação humanizada e empática. Confira:

LIVE STREAMING

Uma recente pesquisa da Cisco mostra que o Streaming Live cresceu 15 vezes entre 2016 e 2021 globalmente.

Isso porque ele permite, como poucos, conversar de uma só vez e em um só momento com milhares de pessoas, mas com a sensação de conversa próxima, de pessoa para pessoa, muito humanizada.

Não à toa as lives de Instagram, You Tube ou Linkedin explodiram em audiência na quarentena do Covid-19 em todo o mundo.

Além da característica personalizada e de ser ainda uma novidade, as lives ainda trabalham com o senso de urgência, o gatilho mental que todo o ser humano precisa realizar algo naquela hora, uma oportunidade única.

Também usa o gatilho metal de pertencimento a um grupo, de uma experiência relevante, que poderá compartilhar depois com amigos ou colegas de trabalho.

Neste mesmo caminho estão os webinars, tão importantes para captação de novos leads (potenciais clientes).

PODCASTS

Apesar de todo o crescimento da internet, o meio rádio não parou de crescer no Brasil nos últimos anos.

A Deloitte Global, empresa de auditoria e consultoria, previu que a receita global de rádio chegou a US $ 40 bilhões em 2019, um aumento de 1% em relação a 2018. Quase 3 bilhões de pessoas no mundo todo ouvirão rádio

De acordo com os dados publicados em abril de 2020 pelo Kantar IBOPE Media, 77% dos entrevistados afirmaram que escutam a programação das emissoras de rádio durante a quarentena.

Tudo isso porque a comunicação por voz é única que permite ao ouvinte realizar outra atividade enquanto escuta.

Rapidamente, este conceito se transformou em tendência entre 2018 e 2019 e em 2020 chega na sua maturidade.

O Gartner prevê que até o fim de 2020, 30% das sessões de navegação dos consumidores serão mediadas por voz.

A transmissão de áudio sob demanda cresceu 76% em 2016, obscurecendo o fluxo de vídeo em mais de 250 milhões, de acordo com a Nielsen.

De acordo com o Google, a busca por voz está crescendo em popularidade. 20% das consultas por celular foram feitas em buscas por voz em 2017 e os números devem continuar a crescer.

Ou seja, vale muito a pena investir no áudio marketing como meio para humanizar seu conteúdo. Mais uma vez falamos de um recurso que deixa sua mensagem de um para um, como se alguém lhe falasse ao ouvido, só para você, onde e como quiser.

Mas como posso preparar conteúdos em áudio ou podcasts?

A Voozer e a Audima são ferramentas disponíveis no mercado que transformam o seu texto em áudio. Ambas são pagas e trabalham com vozes humanas, com bom resultado final e de fácil inserção em seus blogs.

Para montar podcast temos o aplicativo de gravação de áudio e site SoundCloud, que tem 175 milhões de usuários ativos e é conhecido por dar uma plataforma a músicos independentes, abriu a porta para podcasters permitindo acesso a um feed RSS do seu programa que eles podem enviar para o iTunes e outros serviços de podcasting.

Uma vez construído seu podcast nestas plataformas, basta subí-las em otras de difusão mobile, como o Spotify e Deezer, além do próprio Itunes.

Neste post, conheça mais 3 marcas para criar conteúdos em áudio:

CONTEÚDOS APROFUNDADOS E ULTRASEGMENTADOS

Criar conteúdos mais verticais do que horizontais é outra opção interessante de personalização. E qual o porquê? Está atingindo no detalhe o desejo de uma segmentação muito particular de sua audiência. Mais uma vez, falando de um para um.

Obviamente falar superficialmente sobre as diversas frente de atendimento de um escritório de advocacia pode atrair pessoas diferentes, mas será que o Google irá considerá-lo em seu ranqueamento com tantas palavras-chave diferentes?

Ao explicar no detalhe cada uma das dúvidas de um tema específico de maior interesse do escritório maior a chance de conquistar selecionados interessados, mais próximos de ligar e pedir um orçamento.

STORYTELLING

A arte de contar uma narrativa envolvente, com começo meio e fim que toque as pessoas que assistem, como em um grande filme no cinema ou série, é uma das grandes tendências de humanizar sua comunicação e conquistar bons resultados.

Até as apresentações corporativas ganham cada vez mais este recurso.

Procure trabalhar com personagens com que sua audiência se identifique, mostre fatos e histórias reais, tente emocionar, gere conflitos (triunfo, perda, medo, alegria) entre os personagens), use recursos visuais e sonoros para ambientar, dê um ritmo certo ao seu objetivo de narrativa. Há várias técnicas clássicas para construir boas narrativas. As mais comum usada no cinema é a jornada do herói, mas não há uma regra fechada quanto a isso.

ULTRASEGMENTAÇÃO DE ANÚNCIOS

Mais uma maneira de se também conquistar uma audiência é preparar um anúncio pensando para uma microsegmentação dentro de seu público-alvo, alguém que mais pode responder ao seu objetivo naquele micromomento em que vai publicar a campanha. Segmente. Hoje o Facebook, por exemplo, te dá muitas opções neste sentido. O mesmo para o Linkedin. Se for pelo Google, use a segmentação no remarketing do google analitycs do seu site com o Google Adwords.

REALIDADE AUMENTADA

Conhecidas como VR e AR (nas siglas em inglês), essas tecnologias são usadas desde os filtros do Instagram Stories até experiências virtuais em aplicativos. Como uma das tendências do marketing digital para 2020 elas podem ser aplicadas como parte da experiência do usuário e gerar engajamento. Por exemplo: fotos 3D e em 360º, entre outros recursos.o

CHATS PRIVADOS

WhatsApp, Telegram e Messenger são hoje ferramentas poderosas de comunicação, sendo o WhatsApp o aplicativo mais baixado nos celulares brasileiros. Hoje o WhatsApp Business consegue se integrar ao site de sua marca para moderar pedidos e fazer um primeiro atendimento. Também pode enviar confirmações de entregas de produtos e pegar feedbacks de venda como um setor de sucesso do cliente.

Outro campo em crescimento futuro destas ferramentas é o de envio de newsletters, permitindo o compartilhamento de conteúdos relevantes como notícias e serviços importantes para a vida do usuário. Por ora, isso pode somente ser feito mediante consentimento do cliente, via option in, participando de grupos ou transmissões (a do WhatsApp consegue incluir 256 contas em transmissão, já o Telegram esta conta vai para os milhares). Mas há testes e iniciativas de tentar distribuir de forma mais ativa estes conteúdos, sem prejuízo à privacidade do cliente. Vamos ver se em breve teremos notícias neste sentido.

Read More

A humanização do conteúdo digital

Posted By admin / marketing / conteúdo, digital, humanização, inboud, mercado, tecnologia / Nenhum Comentário

Por Eduardo Merli

Posts, chats privados, podcasts, anúncios em games, mídia programática, blogs, aplicativos, e-books, webinars, lives…  Desde 2010, assistimos a um bombardeio positivo de novas mídias digitais. A partir de 2018, tudo isso ganhou a companhia da realidade aumentada, da inteligência artificial.
Mas este manancial de recursos digitais deve promover sempre 3 dúvidas constantes para os profissionais da comunicação:

A) Será que as pessoas comuns, empresas e agências têm conseguido realmente absorver todos estes novos formatos e canais digitais? 

B) Usar as plataformas ou as ferramentas mais recomendadas pelo mercado digital é sinônimo de resultado satisfatório?

C) Será que qualquer pessoa ao usar um recurso tecnológico mais avançado ou da moda pode dispensar o lado um humano da comunicação?

Neste universo cheio de canais é muito difícil para alguma pessoa, agência ou empresa usar com especialização todas as ferramentas disponíveis.

Adotar sem critério um recurso da moda não faz de qualquer um bom comunicador.

O segredo, portanto, sempre estará no conteúdo.

E, por incrível que pareça, é a humanização deste conteúdo a tendência que mais tem sido adotada pelas agências que fazem conteúdo e as mais usadas pelas grandes e pequenas empresas para conseguir que seu público olhe para o post, email, site, vídeo. Ou seja, veja o valor e engaje.

E por quê a humanização engaja tanto?

Porque quem sempre vai estar do outro lado é um ser-humano.

A INTERAÇÃO REAL

Por isso, a tendência na comunicação não está em “vender o produto”, mas em entregar a promessa de uma melhoria de vida, de um pertencer a algo maior, que o empodere. Com isso, as chances de interesse é bem maior.

Quando falamos de humanização também não nos referimos uma ideia brilhante para uma campanha. Mas gerar reações positivas, tirar o usuário de sua zona de conforto. Este é o indicador-mestre.

Só assim, podemos fazer aquele email não ir para o lixo sem ser lido, o post gerar compartilhamentos positivos, existir um real aumento de tráfego de leads qualificados.

Confira 7 tendências em 2020 para conseguir gerar mais humanização na sua comunicação usando as mais novas tecnologias e técnicas do mercado digital.

Read More

Sul da Bahia e Mata N’ativa em foco no Estadão, UOL e Panrotas

Posted By admin / Hotel, marketing, Pousada / assessoria, digital, hotelaria, marketing, pousada, trancoso, turismo, viagem / Nenhum Comentário

Com o dólar em alta e o verão mais quente do que nunca, os destinos de praia nacionais estão no mindset dos turistas brasileiros. Trancoso, no sul da Bahia, não poderia estar de fora.

Assim, a região foi tema de três reportagens nos últimos dias: no Blog Sala Vip, do Estadão, e no Hotel Inspectors, do Panrotas, ambas assinadas pela especialista em hotelaria e turismo Mari Campos, e no novo portal de turismo do UOL.

Eleita por diversos veículos internacionais como Best Buy, ou seja, de ótima relação custo-benefício, a pousada de charme em Trancoso Mata N’ativa aparece nas duas reportagens. Ambas observam o contato extremo com a natureza que a hospedagem confere e a série de iniciativas de comprometimento com o consumo sustentável, o ecoturismo responsável e a conscientização para redução das emissões de carbono.

Spa da Mata N’ativa Pousada, em Tracoso, no sul da Bahia (Foto: Alex Robinson)

Confira as reportagens sobre o sul da Bahia e a pousada de charme em Mata N’ativa Pousada:

Blog Sala Vip Estadão: https://viagem.estadao.com.br/blogs/sala-vip/as-boas-novas-do-sul-da-bahia/

Blog Hotel Inspector do Panrotas: https://blog.panrotas.com.br/hotel-inspectors/2020/01/21/sustentabilidade-no-sul-da-bahia/

Portal UOL Turismo: https://www.uol.com.br/viagem/noticias/2020/01/20/guia-do-sul-da-bahia-ceu-sol-e-mar-da-costa-do-dende-a-abrolhos.htm

Imagem de abertura: spa Mata N’ativa (foto: Dani Salci)

Read More

O que é uma estratégia em mídias sociais e quais são as fases fundamentais em seu desenvolvimento?

Posted By admin / marketing / agencia, assessoria, Branding, consultoria, marketing digital, redes sociais, social media / Nenhum Comentário

A estratégia de mídia social é essencial para tornar seu contato com os consumidores contemporâneos mais eficaz em sua jornada de decisão de compra.

As redes sociais de hoje – como Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram, Snapchat, YouTube – são algumas das maiores fontes de consulta na Internet. A Internet tornou-se um canal essencial na jornada de compras.
De acordo com levantamento de 2018 do Eurostats, 28% das empresas europeias anunciadas nas redes sociais, crescendo para 45% em 2017. Pelo Social Miner, em janeiro 2018, 88% de consumidores dos E.U. disseram que procurar online antes de ir à loja ou de comprar o produto em plataformas digitais.


No Brasil, de acordo com um levantamento realizado pela CNDL (Confederação Nacional mercante) e SPC Brasil (Credit Protection Service), com o intuito de analisar os hábitos de compra e perfil do consumidor das 27 capitais brasileiras, 97% dos realizar pesquisas on-line antes de fazer uma compra em lojas físicas, e muitos pesquisados em lojas físicas e fez a compra on-line, reforçando o arranjo de compra da Omnichanel.


Para uma marca, ter seus próprios canais digitais, incluindo seus perfis de mídia social, é a oportunidade de:
1-Transmitir sua notícia, atitudes, estilo, assim capturando clientes potenciais e lealdade em um segundo momento.
2- É a oportunidade de atrair a atenção desses visitantes em sua jornada de pesquisa, resolvendo um problema que eles têm. E que o seu produto pode colide com esta solução de problema ou para completar o desejo na vida do consumidor.
3 – Também é essencial apreender as aspirações das pessoas hoje e se o seu produto pode ajudar a este respeito ou como ele pode se conectar com essas aspirações
4 – Finalmente, as redes sociais podem fornecer dados valiosos sobre as pessoas que falam sobre sua marca, ajudando no plano de marketing e relacionamento.

Um plano de comunicação de mídia social é o caminho (de forma lógica e estruturada) para a consecução do objetivo desejado por uma marca nesses canais sociais e como ele colaborará no maior objetivo de um esforço de e-Business. Ele organiza o tempo, racionaliza o processo, permite-nos Visualizar os passos, permite-nos medir, corrigir, qualificar e, assim, otimizar os resultados.


Você pode alterar a nomenclatura ou as especificidades, mas geralmente é dividida nas seguintes etapas:
1 – Pré-análise – levantamento histórico, vendas correntes e presença digital. Estudo de DAFO (ou SWOT) para avaliar pontos fortes, fraquezas, oportunidades e ameaças da marca. Pesquisa de mercado. Concorrência e como funcionam nas redes sociais. Golden Circle análise (com o o que, como, onde, por que a marca) para entender a personalidade e finalidade.
2- Delinear o objectivo SMART nas redes sociais, isto é, um objectivo tangível e mensurável, com prazos e um entendimento claro. Você pode gerar mais Rank, conquistar leads, procurar conversão, capturar o tráfego do site…
3 – Uma vez analisada, definiu o propósito da marca e seu propósito nas redes sociais, vamos ao próprio conteúdo e como ele se concentrará nesse objetivo. Nós escolhemos os canais que mais se relacionam com o público da marca e melhor atender o objetivo descrito. Elaboramos como nos comunicamos: definimos um personagem, um tom de voz, uma identidade visual, as possíveis segmentações, os melhores horários, como a interação deve ser. Nós Brainstorm idéias de conteúdo para capturar as diretrizes e jogar as melhores idéias em um calendário editorial para a produção de conteúdo. Planejamos tudo com datas e agendar publicações e campanhas.
4 – Rastreamos o conteúdo, alinhando sempre as interações e publicações diárias (Always on) com um plano de meios de pagamento para os anúncios/campanhas mais relevantes do plano.
5 – Mensuramos todas as atividades, métricas, tomando como referência os KPIs (indicadores chave de desempenho) que melhor indicam o desempenho do conteúdo na conquista do objetivo inicialmente elaborado. Mostramos isso por meio de relatórios claros e objetivos, com Storytelling, muitas matrizes, visuais e focados nos KPIs escolhidos.

Read More